Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação enquanto utilizador. A desactivação desta funcionalidade poderá impedir este site de funcionar correctamente. Ao continuar a visitar o nosso site, está a aceitar esta utilização de cookies.     [Aceitar e Fechar]
  • geral@touroeouro.com

Diego Ventura em Entrevista - Parte I

  • 2019-01-17 13:27
  • Autor: Solange Pinto / João Dinis


'A verdade é que está a ser uma coisa incrível, com um indulto e uma faena histórica na Praça México...', - Diego Ventura

 

Diego Ventura vive neste momento o ponto alto da sua carreira, levando até arenas mexicanas o grandioso momento que vive, consagrando uma carreira subida a pulso.
O triunfo na Praça México, a maneira como foi acolhido pelos aficionados mexicanos e a sua quadra de cavalos, são os destaques da primeira parte de uma entrevista realizada pelo TouroeOuro a Diego Ventura, em que este aborda os temas quentes e que todos os aficionados pretendem saber…


O México está a ser uma experiência incrível



TouroeOuro (TeO) – Diego, depois de uma memorável temporada europeia, seguiu-se o México…

Diego Ventura (DV) – Depois da temporada na Europa, a melhor da minha vida, foi extraordinário ir para o México e continuar a celebrar os meus vinte anos de alternativa… e a verdade é que está a ser uma coisa incrível, com um indulto e uma faena histórica na Praça México.

TeO – Regressar ao México, desta forma, foi mais um sonho concretizado?

DV – Foi um sonho que nunca sonhei! Ninguém, no toureio, poderia pensar em ter uma actuação assim na maior praça do mundo e ainda por cima, ver o público completamente louco, a chorar e de uma entrega única.


O regresso à Praça México está a deixar os aficionados ansiosos

 

TeO – Entre outras, segue-se o regresso à Praça México, onde nesta ‘Temporada Grande’, escreveu uma página dourada…

DV – Sim, o meu regresso à Praça México, está a ser muito esperado. Ainda mais, porque é um cartelazo muito rematado. Estou muito contente com esta data, mas, sobretuo, com a restante temporada por aqui, com as praças todos dias cheias, coisa que há muito tempo não acontecia no México.

TeO – Que datas se seguem no México?

DV – Seguem-se muitas datas, por exemplo: Juriquilla, México, Morelia, San Luís, Autlán e por fim, Mazatlán.


A quadra de cavalos para 2019

 

TeO – Falemos agora da sua quadra… com a divisão entre a Europa e a América, se o Diego já tem uma quadra extensa, agora ainda terá que ser mais composta e completa. Que novidades virão em 2019?

DV – No que diz respeito aos cavalos, este ano 2019 está a ser muito bom, aqui no México. Estão a confirmar-se cavalos muito bons, como o caso do Bronce, cavalo do Manuel Braga, que está a ser uma montada muito importante e há também o Gitano, outro cavalo que anda muito bem, à parte de uma série de cavalos novos que eu estou a adorar… espero também sacar algum cavalo do meu ferro que possa surpreender.