Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação enquanto utilizador. A desactivação desta funcionalidade poderá impedir este site de funcionar correctamente. Ao continuar a visitar o nosso site, está a aceitar esta utilização de cookies.     [Aceitar e Fechar]
  • geral@touroeouro.com

Quintela... encheu Alcochete!

  • 2019-03-30 21:29
  • Autor: Solange Pinto
  • Autor da Foto: João Dinis


Realizou-se esta tarde em Alcochete, com casa absolutamente cheia, um Festival de Homenagem a Fernando Quintela.
Perante reses de diversas ganadarias, actuaram Rui Fernandes, Diego Ventura, Filipe Gonçalves, João Telles Júnior, Francisco Palha e Mara Pimenta.
As pegas estiveram por conta dos forcados, antigos e actuais do Grupo de Amadores de Alcochete.
CRÓNICA DO FESTIVAL
GALERIA FOTOGRÁFICA

Quando se fala de crónicas, fala-se em nomear triunfadores… Quando os há, acho que se devem assumir, dizer, até mesmo gritar aos sete ventos… quando não os há, é importante dizer os motivos… Mas hoje, havendo ou não, e sim houve, o triunfo maior foi de Fernando Quintela e de todos os seus pares, que consigo dividiram a tarde de hoje, em Alcochete, como dividiram tantas outras tardes de glória…

A jaqueta dos Amadores de Alcochete, carrega consigo uma carga emocional, que nos transporta àquele arrepio, aquela sensação estranha e não se consegue definir…

Antigos e actuais elementos fardados, com todos os cabos em praça, e outros dando um ‘olhito’ aos seus homens… Avé Maria, emoção e uma grande banda que é também ela, parte integrante dos Amadores de Alcochete.

Esta praça, esta jaqueta e os aficionados que encheram o emblemático tauródromo, têm… tudo!

Os eleitos da tarde, foram Vasco Pinto, Rúben Duarte, Nuno Santana, João Belmonte, dobrado por Vítor Marques, Diogo Vivo e João Ferreira (cernelheiros) e João Machacaz.

Salienta-se ainda, o facto de João Pedro Bolota, ter dado volta à arena, com Nuno Santana e Filipe Gonçalves, pela sua primeira ajuda, ao terceiro exemplar do festejo.

Rui Fernandes, Diego Ventura, Filipe Gonçalves, João Telles Júnior, Francisco Palha e Mara Pimenta, frente a reses, de Passanha, Luís Terrón, Romão Tenório, David Ribeiro Telles e Prudêncio.

Rui Fernandes abriu a função magnificamente, pondo alta a fasquia. Ladeios, boas reuniões e exuberantes ferros a fechar, com o H-Quiebro.

Diego Ventura, andou como sabe, ou seja, em plano magistral. Bem nos compridos, a receber em curto, soberbo nos curtos, com quiebros importantes… A terminar, um par de bandarilhas sem cabeçada.

Filipe Gonçalves cravou um dos ferros da tarde e também ‘al quiebro’. A restante actuação foi agradável, com epílogo também num par de bandarilhas a duas mãos.

João Telles Júnior, andou em registo coerente, levando a efeito uma prestação regular, com termo num palmito.

Francisco Palha, lidou a ‘rolha’ da tarde. Manso perdido o astado de Passanha, que a todo o momento quis sair da arena, buscando incessantemente a saída… Palha agigantou-se, na lide deste exemplar. Não tem filtro este toureiro moralizado, levantando praça em Alcochete e em qualquer praça onde vá… Enorme!

Mara Pimenta lidou de menos a mais, terminando em grande plano.

É de salientar que todos os brindes giraram e como não poderia deixar, em torno da memória e homenagem a Fernando Quintela.

História terminada a do Festival de tributo ao malogrado forcado de Alcochete, mas a memória de Quintela, jamais terá fim…!