Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação enquanto utilizador. A desactivação desta funcionalidade poderá impedir este site de funcionar correctamente. Ao continuar a visitar o nosso site, está a aceitar esta utilização de cookies.     [Aceitar e Fechar]
  • geral@touroeouro.com

Azambuja - Mara Pimenta e Pedro Sabino vencem troféus em disputa

  • 2019-09-30 11:11
  • Autor: Rodrigo Viana


A Praça de Touros Dr. Ortigão Costa, na Azambuja, recebeu este domingo, 29 de Setembro, uma corrida de touros no feminino.
Na lide de touros da ganadaria João Ramalho, estiveram em praça as cavaleiras, Sónia Matias, Ana Batista e Mara Pimenta.
Os Forcados Amadores de Lisboa e Arruda, repartiram as pegas da tarde.
CRÓNICA DA CORRIDA

A temperatura sentida ao longo da tarde deste domingo foi uma total antítese em relação aos momentos de toureio vividos. A temperatura esteve bastante alta mas acabou com um frio bastante desconfortável, dado o vento que se fazia sentir. Já o nível exibicional das três cavaleiras hoje em cartel foi em sentido contrário: uma primeira parte fria e uma segunda mais ritmada e com momentos de toureio a reter. 

Sónia Matias era, hoje na Praça de Touros Dr. Ortigão Costa, directora de lide pelo que teve a sempre difícil tarefa de abrir praça, quando o público ainda nao está totalmente embebido no espetáculo. Este facto aliado às reservas que o seu oponente possuía levou a cavaleira a desenhar faena uns furos abaixo do que já lhe vimos fazer, com passagens em falso e um forte toque na montada aquando da cravagem do segundo da série. Teve como ponto alto o penúltimo curto em sorte de violino que fez soar a primeira ovação da tarde. Frente ao quarto da ordem desenhou uma faena de maior qualidade, com destaque para dois curtos em sortes frontais, cravados como está escrito na "Enciclopédia do Toureio".

Ana Batista era a senhora que se seguia e, diga-se, também ela teve duas exibições bastante distintas. A primeira foi também ela aquém do esperado. O toiro adiantava-se uma barbaridade e a toureira nunca o chegou a entender na perfeição, havendo lugar a passagens em falso e alguns toques na sua montada. Lide sem música. Já frente à quinta rês da ordem de lide, a cavaleira salvaterrense redimiu-se, levando a efeito uma faena com mais motivos de interesse, de onde se destacam o segundo e quinto curtos da série.

Completava o cartel a jovem Mara Pimenta! E hoje mostrou-se claramente superior perante as demais colegas de cartel. Teve pela frente o lote com mais potabilidade e aproveitou-o da melhor  forma.  Frente ao seu primeiro começou por deixar curtos em sortes frontais, acabando por terminar a sua lide com um ferro em sorte sesgada, visto que o astado foi a menos com o decorrer da sua estadio na arena. Frente ao último da tarde, desenhou actuação com cabeça, tronco e membros, não descurando desde logo a fase de compridos que resultou eficaz.  A série de curtos foi de muito boa nota, terminando com um palmito que fez soar fortes aplausos do conclave.

No capítulo da forcadagem, tarde tranquila para ambos os grupos destacados. Pelos de Lisboa foram à cara: Nuno Fitas, Mário Real e Bernardo Reboredo, em consumações à primeira tentativa. Pela formação arrudense foram na linha da frente os forcados João Costa que foi dobrado por Hélder Silva numa pega ao segundo efetivo intento, Pedro Sabino e Nuno Aniceto, ambos à primeira.

O curro de toiros da Ganadaria de João Ramalho foi variado de pelagens, sendo carinegra e mosqueado (pelo facto de possuírem a cara negra e o restante branco, com manchas de pequena dimensão ao longo do dorso) o primeiro e último da corrida, malhados o segundo e quarto e negros os restantes. Foram igualmente díspares em termos comportamentais, sendo mais cumpridores os que saíram ao ruedo após o equador do festejo.

Em disputa encontravam-se troféus para a melhor lide e pega sendo atribuídos pelo júri constituído por Fernando Oliveira, António Lúcio e dois representantes da Poisada do Campino e da Câmara Municipal da Azambuja a Mara Pimenta e Pedro Sabino do Grupo de Forcados Amadores de Arruda dos Vinhos.

A corrida foi dirigida pelo Sr. Lourenço Luzio, assessorado pelo Dr. José Manuel Lourenço, contando o tauródromo com cerca de meia casa preenchida. 

google.com, pub-5416276538842499, DIRECT, f08c47fec0942fa0