Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação enquanto utilizador. A desactivação desta funcionalidade poderá impedir este site de funcionar correctamente. Ao continuar a visitar o nosso site, está a aceitar esta utilização de cookies.     [Aceitar e Fechar]
  • geral@touroeouro.com

Governo cria endereço para responder a agentes culturais sobre apoios relacionados com o tema do Covid-19

  • 2020-03-19 17:38
  • Autor: Redacção C/ Agência Lusa


O Governo criou um endereço de e-mail para esclarecer as dúvidas dos agentes culturais sobre os apoios disponíveis para o sector, segundo a informação disponível no ‘site’ de resposta à pandemia de Covid-19.

Na página de divulgação das medidas extraordinárias adotadas para fazer face à pandemia do novo coronavírus pode ler-se, no campo relativo ao apoio às artes, que o Governo está a “trabalhar para identificar e concretizar mais medidas de apoio às entidades de criação artísticas, aos artistas e aos técnicos”, para além das já aprovadas em Conselho de Ministros para apoio a empresas, associações, cooperativas e profissionais independentes.

Desta forma, foi criado o endereço cultura.covid19@mc.gov.pt “para dar resposta às dúvidas do setor sobre todas as medidas de apoio”, sem especificar quais, em concreto, aplicáveis à Cultura.

Esta informação consta da página “Não Paramos – EstamosON”, construída com o apoio de voluntários da plataforma VOST Portugal, que “pretende ser um guia prático para apoiar cidadãos, famílias e empresas no combate aos efeitos causados pelo novo coronavírus e a COVID-19”.

A Direção-Geral das Artes (DGArtes) anunciou hoje que vai manter os pagamentos calendarizados dos apoios financeiros resultantes dos concursos, durante o período de suspensão das atividades e projetos devido ao Covid-19, em comunicado publicado no seu 'site'.

O Sindicato dos Trabalhadores de Espectáculos, do Audiovisual e dos Músicos (Cena-STE) lançou, hoje também, um questionário para conhecer a situação laboral dos trabalhadores do espetáculo e adiantou à Agência Lusa que pediu esclarecimentos ao Governo por causa da paralisação do sector, em consequência da pandemia da doença Covid-19.

No inquérito 'online', o Cena-STE pede “a todos os profissionais - que viram os seus trabalhos cancelados ou não - que [...] deem informações, para quando [o sindicato abordar] a tutela [ter] uma boa amostra da situação atual que vivem os profissionais do sector”, explicou o sindicalista Hugo Barros à Agência Lusa.

google.com, pub-5416276538842499, DIRECT, f08c47fec0942fa0