Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação enquanto utilizador. A desactivação desta funcionalidade poderá impedir este site de funcionar correctamente. Ao continuar a visitar o nosso site, está a aceitar esta utilização de cookies.     [Aceitar e Fechar]
  • geral@touroeouro.com

Alcochete: Isto chama-se ATAQUE À LIBERDADE DE INFORMAR

  • 2021-06-05 21:41
  • Autor: Solange Pinto


Irrita-me, no momento delicado que a Festa de Toiros atravessa, ter que alimentar este tipo de discurso e mais ainda, publicamente.

Lamento, ter de o fazer, numa altura em que Santarém e a sua corrida, estão a ser atacados com objectivos que não sejam sanitários, irrita-me, que muitos pensem ainda (os que são mandados e alimentados por todos aqueles que acham que falamos de mais) em efeito onda, que somos nós os maus da Festa.

Lamento profundamente, mas a verdade é que, tentei por todos os mecanismos existentes resolver a situação, bem como reunir com a APET, que pura e simplesmente, não nos dá resposta absolutamente nenhuma à solicitação de reunião feita há meses atrás, numa ‘parcimonia’ que apenas agrada no toureio, mas que ‘aqui’, não serve.

Lamento mais ainda, que o TouroeOuro, seja penalizado, mas, pior, que sejam os nossos visitantes os privados de ler o que se passou em Alcochete, pelo veto e vil ATAQUE À LIBERDADE DE INFORMAR, levado a efeito há anos e anos pela empresa Toiros e Tauromaquia, agora, de Margarida e António Cardoso.

Este órgão de comunicação, repito, ÓRGÃO DE COMUNICAÇÃO, tem história, tem prestígio e tem sobretudo, um nível de visitas que nos permite concluir que lideramos o sector, digam outros o que quiserem dizer.

O TouroeOuro, deveria a este momento, ou até antes, estar a fazer um DIRECTO de Alcochete, dando cumprimento ao dever de informar, dever esse assumido há quase dez anos, com a fundação deste sítio da web, pagante de impostos e cumpridor de todas as obrigações legais a que está sujeito.

Quem perde? Seguramente não nós, que hoje, não estivemos em Alcochete, por opção, pese embora a devoção pela tauromaquia, mas, porque dizemos BASTA disto.

A tauromaquia, está encerrada nos bolsos dos seus mandantes, queixando-se de tudo e todos do ‘exterior’, mas que dentro, não consegue resolver os seus problemas, até aqueles de nexo ou conteúdo obsoleto.

Quem perde com estas guerrilhas? Os aficionados e principalmente os artistas (outros que adoram a dita ‘parcimonia’ e cuja imagem apenas promovem também dentro da tal bolhinha do conforto) e claro, toda a Tauromaquia em geral.

Que fique claro: o TouroeOuro, reuniu com Margarida Cardoso, há uns escassos anos atrás, por nossa solicitação, dando-nos a ‘menina’ em causa, palavra (enfim…) que tudo seria resolvido. A palavra ficou-se no seu escritório e morreu ali.

Nós somos sérios e dizemos BASTA a esta descriminação. Nós dizemos que este ano não estamos pelos ajustes e levaremos este tema, do ataque à liberdade de informar a todos os palcos de visibilidade. O tema poderá ser resolvido de forma legal (juntando-se todos os anos mais e mais linhas ao processo), mas será certamente, tema de discussão fora dos palcos estritamente taurinos.

O TouroeOuro e os elementos que o compõem, têm pena e até vergonha, da ignorância alimentada por esta empresa e que a crónica de hoje, vista por milhares de pessoas, apenas possa ter como título: ‘Alcochete – o CRIME repete-se’, sim, porque atentado à liberdade de informar, é crime em Portugal.

google.com, pub-5416276538842499, DIRECT, f08c47fec0942fa0