Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação enquanto utilizador. A desactivação desta funcionalidade poderá impedir este site de funcionar correctamente. Ao continuar a visitar o nosso site, está a aceitar esta utilização de cookies.     [Aceitar e Fechar]
  • geral@touroeouro.com

Moura com bom ambiente e praça cheia

  • 2022-07-18 19:08
  • Autor: António Carneiro
  • Autor da Foto: António Carneiro


A Praça de Touros de Moura recebeu este domingo, 17 de Julho, a sua tradicional Corrida de Touros, inserida nas festas locais.
CRÓNICA DA CORRIDA
GALERIA FOTOGRÁFICA

Este Domingo, dia 17 de Julho, rumei até a cidade de Moura, para assistir a mais uma tradicional Corrida de Touros por ocasião das Festas em Honra de Nossa Senhora do Carmo, comcróni início pelas 22h30.

Em noite de festa e casa quase esgotada, regista-se com agrado que houve poucos lugares livres. A empresa organizadora está de parabéns!

O veterano Luís Rouxinol abriu a função, com 35 anos de alternativa comemorados está temporada. No primeiro touro da ganadaria Veiga Teixeira, andou correto, mas ainda assim sem luzir todas as suas capacidades. Com os curtos optou por bandarilhas cravadas de frente. A segunda lide, não teve o mesmo sabor, devido às dificuldades que impunha o astado, terminou a lide com o tradicional par de bandarilhas.

Andrés Romero
, obteve bons momentos nos dois toiros, levando emoção à bancada, mas no seu primeiro touro, esteve melhor, com fortes batidas ao píton contrário.

O jovem cavaleiro, Miguel Moura, cravou de poder a poder, desenhou bem as sortes e andou a gosto em todos os momentos das suas actuações.

A corrida com seis touros da ganadaria Veiga Teixeira, todos muito bem apresentados, com o peso acima dos 500 quilos, sendo o quinto e o sexto, os mais pesados da corrida.
No capítulo das pegas e pelos Forcados Amadores de São Manços, foram solistas: Manuel Trindade, consumando ao primeiro intento com o forcado da cara a fechar-se à córnea, e Alexandre Rocha, pegando à primeira tentativa.

Pelo Real Grupo de Moura, estiveram: João Reganha, consumando à segunda tentativa e José Maria Costa-Pinto com toiro a "ensarilhar", consumando a pega à quarta tentativa. Quanto aos Amadores de Beja, pegaram: Nuno Vitória, concretizando ao primeiro intento sem dificuldades, sendo que o grupo fechou com coesão e Pedro Fernandes fechou a noite do grupo bejense, efetivando uma pega dura ao primeiro intento.

Dirigiu com acerto e autoridade a corrida o Sr. Agostinho Borges, assessorado pelo médico veterinário Dr. Matias Guilherme.
O Cornetim de serviço foi o senhor Luís Sequeira.
google.com, pub-5416276538842499, DIRECT, f08c47fec0942fa0